Para que serve a semente de sucupira?


Atualizado em 02 de dezembro de 2014.**

A semente de sucupira é de origem de uma rústica, nativa e conhecida árvore que está mais presente nas regiões centrais brasileiras, e também em meio ao clima cerrado. Assim, o estado de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Groso, Mato Grosso do Sul e Tocantins são alguns dos estados que possuem as árvores que, por sua vez, dão origem à semente de sucupira. Essas árvores costumam ter um porte mais mediano, variando entre oito e 16 metros.

A semente de sucupira, por sua vez, possui o diferencial de ser uma semente que quando consumida, possui uma série de utilidades fisioterápicas. É por meio da mesma que se combate uma série de doenças ósseas, como é o caso da artrite e osteoporose, além de acabar com bicos de papagaio, com hérnias de disco e acabar, até mesmo, com as nossas dores ósseas, como a dor nas costas, por exemplo.

Para que serve a semente de sucupira?

Assim, devemos destacar que a principal ação da semente de sucupira é uma ação antibiótica. Assim, é comum oferecer um chá quente da própria semente para acabar com infecções em toda a região bocal, assim como acabar com irritações de garganta.

Seus benefícios

Os benefícios da semente de sucupira, por sua vez, não são nada limitados.

Em primeiro plano, devemos destacar que é por meio do consumo dessa semente que é realizado o tratamento e o combate a uma série de doenças, entre elas a úlcera, doenças intestinais como é o caso da gastrite e de vermes intestinais de diversas origens, doenças respiratórias, como a asma e ronquidão e outras.

Além disso, é também por meio da semente que é realizado o combate à artrose, blenorragia, diabetes, aftas e outras infecções que aparecem na região bocal de uma forma geral, artrite, sífilis (doença sexualmente transmissível), hemorragias, ácido úrico, amidalite, dermatoses e, até mesmo, demais dores espasmódicas, como é o caso de dores nas costas e nos músculos, e dores de cabeça, por exemplo.

Além disso, os principais benefícios da semente de sucupira estão no momento de prevenir o surgimento de doenças nos ossos, como já falamos anteriormente, como é o caso da artrose, artrite e osteoporose.

Para a saúde das mulheres, a semente de sucupira também é essencial, já que pode prevenir o aparecimento de doenças e infecções nos ovários e no útero. Além disso, a semente também possui um efeito anticancerígeno.

Formas de consumir a semente

Por se tratar de uma semente muito positiva para o tratamento, combate e, até mesmo, para evitar uma série de doenças, ela é consumida de diversas formas a fim de desempenhar todos esses benefícios na vida e na saúde do indivíduo em questão. Por conta disso, confira neste artigo algumas formas pelas quais se torna possível realizar o consumo da semente de sucupira.

Óleo de sucupira

O óleo de sucupira, por exemplo, é retirado diretamente da casca e das sementes de sucupira, e é o principal aliado no momento de combate a doenças como é o caso do reumatismo. Já outra parte da planta, ou melhor, a parte que abriga os seus nódulos da raiz, tubérculos ou, também, frequentemente chamados e popularizados como “batatas de sucupira”, é a parte que é mais utilizada para o controle de doenças como a diabete. Além disso, os óleos presentes na planta também são fundamentais e totalmente úteis no combate ao câncer de próstata.

Chá de sucupira

Certamente, essa é a mais famosa forma de consumir a sucupira, principalmente pelo fato de que esse hábito tem sido realizado desde os indígenas, que se utilizavam da planta para tratar uma série de enfermidades, doenças e males.

Nos dias de hoje é possível encontrar o próprio extrato, já pronto, da semente de sucupira por meio de cápsulas. Mas é também possível realizar o seu chá em casa, sendo ele o mais indicado no momento de tratar as mais diferenciadas doenças dos ossos, artrite, artrose, úlceras, reumatismo agudo e reumatismo normal e dermatoses.

Veja aqui, uma das formas de se preparar a receita.


Preparo da bebida

Para preparar o seu chá de semente de sucupira é mais simples do que você imagina, e você vai precisar unicamente de quatro sementes para cada litro que for fazer de chá.

Assim, é necessário lavar e cortar cada uma das sementes em pelo menos quatro partes iguais, lembrando que ela é muito dura e a melhor forma de conseguir cortá-la é por meio de um pequeno martelo, com uma faca e apoiados em uma tábua da sua cozinha.

A água, por sua vez, precisa ser fervida por algum tempo e, depois disso, basta abaixar o fogo e adicionar as suas sementes, já todas cortadinhas. Agora, basta deixá-las fervendo por cerca de um minuto e meio junto com a água e, depois desse tempo, já pode apagar o fogo. Agora, basta esperar com a panela tampada até que o seu chá fique mais morno.

Link

Link 2